Alunos da Escola Maria Aparecida Tamaso fazem do laboratório de informática uma extensão da sala de aula.

O uso de jogos, software e revistas eletrônicas em sala de aula é comprovadamente um bom instrumento para ajudar os professores a passar conhecimento para seus alunos. Em Espírito Santo do Pinhal, no interior de São Paulo, uma experiência realizada no ano passado em três escolas do município rendeu frutos e contribuiu para incorporar o uso da tecnologia ao ensino público.

O projeto piloto, com duração de três meses, ganhou o nome de “Pinhal Educa” e envolveu a prefeitura de Espírito Santo do Pinhal, o Instituto Ciência Hoje e o Acessa SP, programa de inclusão digital do governo do Estado de São Paulo. Além de incluir o piloto na Rede de Projetos – criada para apoiar boas ideias, que podem ser desenvolvidas com apoio dos monitores do Acessa SP, o programa colocou conexão WiFi nas três escolas municipais escolhidas para o piloto e a Escola do Futuro treinou os professores para o uso de tecnologias no ensino.

As oficinas utilizaram tablets e smartphones para ensinar os profissionais a gravar, editar vídeos e produzir fotos. “Com o treinamento dos professores, eles puderam passar esse conhecimento para os alunos”, relembra Angélica Bordigone, orientadora pedagógica da Diretoria de Educação do município. No total, o projeto envolveu cerca de 240 alunos de 4º e 5º anos do Ensino Fundamental das escolas municipais Professora Maria Aparecida Tamaso Garcia, Professor João Batista Antonio Tamaso e Professora Irene de Oliveira Pereira.

O incentivo ao uso da tecnologia foi incorporado pelos professores, que passaram a usar mais os laboratórios das escolas. Na EMEB Maria Aparecida Tamaso, o uso do laboratório de informática pela professora Fatima Brito já é uma rotina. “Percebo que um aluno com dificuldade no aprendizado de matemática  compreende melhor quando usa um jogo para estimular o raciocínio e, em outras matérias, com temas mais abstratos, a Internet desperta o interesse dos alunos para aquele tema”, relata Fatima. As atividades em laboratório contribuem também para o conhecimento do professor, admite: “Eu também aprendo com os alunos, que dominam com mais facilidade o uso dos computadores. Quando preciso baixar um vídeo, por exemplo, são eles que me ajudam”, diz.

O aluno Rafael Mistieri Lopes, de 10 anos, ensina a prof. Fátima Brito a baixar um vídeo.

A experiência desenvolvida em Espírito Santo do Pinhal pode se transformar em uma experiência para ser ampliada para outras cidades do interior do Estado. Na semana passada, o novo superintendente do Acessa SP, Venerando Ribeiro do Valle Júnior, com técnicos da Prodesp e profissionais da Escola do Futuro, visitaram Espírito Santo do Pinhal para conhecer o projeto. “Estamos redesenhando o Acessa SP para ampliar a oferta de conteúdos nos postos e vamos avaliar esta experiência e, quem sabe, disseminá-la para outros municípios”, afirmou.

A diretora Dirce Malheiros, o superintendente Venerando Ribeiro do Valle e o prefeito interino João Detore

A notícia foi bem recebida pela diretora do Departamento Municipal de Educação, Dirce Cléa Malheiros. “É certo que nossos alunos, ao tornarem-se adultos, conviverão com um mundo social, econômico e cultural fundamentado nas Tecnologias de Informação e Comunicação. Por isso, o estamos contando com a parceria do governo do Estado para viabilizar programas que permitam as escolas a construção de conhecimentos e a utilização das ferramentas necessárias para que cada uma das crianças trilhe seu percurso escolar e se torne apta e engajada no mundo do futuro.”

Categorias: Notícias

Robson Leandro

Trabalha na Escola do Futuro da USP desde julho de 2006. Até maio de 2013 esteve no projeto Acessa SP passando pela Rede de Projetos, Formação (Programa de Capacitação Continuada) e pela coordenação do projeto. De 2013 até 2014 coordenou o ecossistema web da coordenadoria de juventude do estado de São Paulo. Retornou ao projeto Acessa SP em abril de 2015.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *