Programa do governo de São Paulo busca nas empresas inovação para os serviços públicos na saúde, educação, no Poupatempo e no Acessa SP

Mais de 300 empresas apresentaram soluções simples e criativas para novas formas de atendimento no setor público, por meio de celulares, Internet e mídias sociais, nas áreas de saúde, educação e facilidades ao cidadão (Poupatempo e Acessa SP).

Finalistas da primeira edição do Pitch Gov SP no Palácio dos Bandeirantes (A2img / Ciete Silvério)

As empresas atenderam ao chamado do governo de São Paulo para a primeira edição do Pitch Gov SP, programa criado com o objetivo de buscar nas startups (empresas nascentes de tecnologia) soluções inovadoras para ajudar o poder público a solucionar demandas da sociedade e, ao mesmo tempo, incentivar os pequenos empreendedores a desenvolver seus negócios.

Das 304 propostas recebidas, 15 foram selecionadas como finalistas. As soluções apresentadas foram analisadas por profissionais das secretarias envolvidas e pela Associação Brasileira de Startups. Entre os critérios foram considerados a maturidade da solução, modelo de negócios, escala (alcance ao maior número de pessoas e com menor custo) e real possibilidade de implementação. O resultado final sai até o final deste mês.

Das 15 propostas finalistas, cinco podem ser usadas pelos programas da Subsecretaria de Tecnologia e Serviços ao Cidadão. A solução da iaiNet, por exemplo, disponibiliza o uso livre do WiFi e monitora, por meio de um software instalado na rede sem fio, o fluxo de pessoas em um ambiente.

De acordo com o presidente da iaiNet, André Luiz Batista Aureliano, o aplicativo pode ser usado em locais como o Poupatempo e nas áreas da saúde, transportes e outros setores de atendimento público com grande fluxo de pessoas. “No metrô, o sistema pode controlar o fluxo de pessoas e saber onde cada passageiro embarcou ou desembarcou, os horários e, com essas informações, o poder público tem mais condições para a gestão e planejamento das suas ações”, explica Aureliano.

Outra solução inovadora é a Nama, um robô com inteligência artificial, que ajuda a melhorar o atendimento e a reduzir custos. Instalado num posto Poupatempo, por exemplo, funcionaria como um atendente virtual, da seguinte forma: o sistema identifica pela rede sem fio um usuário com smartphone e envia uma mensagem perguntando se deseja usar seu celular para agendar ou obter informações de um serviço do Poupatempo. No momento em que o usuário aceita, pode acessar o serviço e enviar sua pergunta por voz ou texto.

A mensagem é “lida” pelo sistema, que busca no banco de dados a resposta e em milésimos de segundos responde ao cidadão.

O mesmo recurso pode ser acessado pelo usuário pelas mídias sociais (por exemplo, pelo Facebook do Poupatempo) ou pelo site. “É um sistema que automatiza conversas entre governo e população”, comenta Rodrigo Scotti, presidente da startup Nama.

Para os postos do Acessa SP, que oferecem internet grátis para a população, uma das soluções é da Handtalk, que faz tradução digital e automática de sites para a Língua Brasileira de Sinais (Libras). O intérprete virtual Hugo (personagem 3D), torna a comunicação interativa e de fácil compreensão para surdos.

Das 15 finalistas, cinco propostas foram apresentadas para a área de saúde e outras cinco para a educação. Entre as soluções da saúde, a startup Memed mostrou como funciona a plataforma gratuita para médicos, com informações organizadas de todos os medicamentos disponíveis para prescrição. O principal objetivo é evitar erros na leitura da receita (em razão da caligrafia dos médicos ser muitas vezes incompreensível), além de servir como orientação para a prevenção de doenças, como hipertensão e cardíacas.

Na educação, uma das soluções é da AppProva, que criou uma plataforma online para teste e diagnóstico de alunos e instituições de ensino. Permite a qualquer estudante, sem custo, acessar os aplicativos para testar seus conhecimentos por meio de questões inéditas, produzidas pela equipe pedagógica no modelo do Enem, questões de edições anteriores do Enem e dos principais vestibulares do país.

Mais informações sobre o programa Pitch Gov podem ser obtidas aqui.

por Fátima Fonseca – Prodesp 

Compartilhe!
Tagged with:  

Um comentário Mais de 300 empresas de tecnologia apresentam soluções para melhorar atendimento público em SP

  1. Rosana disse:

    Maravilho parabéns pelo Governos do Estado de S.P. por dar oportunidades a empresas e empresários brasileiros e estar participando do crescimento e inclusão do cidadão.
    Parabéns!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *