Ter o smartphone roubado ou perdido pode causar diversos problemas. Além do prejuízo material do aparelho, informações como senhas, conteúdo de e-mails e redes sociais, informações bancárias, fotos, contatos, mensagens e outros dados pessoais podem cair nas mãos de criminosos ou de pessoas mal intencionadas. Porém, tomando as devidas precauções, esses danos podem ser amenizados.

José Matias Neto, diretor de suporte técnico da Intel Security, comenta que as pessoas precisam ter consciência de que o smartphone é um computador e que também precisa de proteção adequada. “Ter uma solução de segurança instalada no smartphone é essencial. Escolha uma solução que além de proteger contra malware, tenha ferramentas de segurança como localizar o aparelho à distância, apagar os dados remotamente, autenticação multifator, entre outras. O McAfee Mobile Security é uma solução gratuita que apresenta essas e outras funcionalidades para proteger os dados do usuário”.

Veja as dicas de segurança da Intel Security para proteger seus dados em caso de roubo ou perda do smartphone.

– Defina senhas seguras para o desbloqueio da tela – Use senhas longas, com letras e números. Evite senhas como as que você liga pontos na tela com um desenho ou PIN com poucos números. A marca dos dedos que fica na tela por causa dos movimentos repetitivos pode entregar a sua senha ao criminoso. A maioria dos aparelhos também permite configuração para apagar os dados armazenados após algumas sequências de senhas digitadas incorretamente.

– Anote o número do Imei do aparelho – Todo smartphone tem um número de identificação único o International Mobile Equipment Identity (Imei). É possível encontrar esse código na caixa do celular, dentro do aparelho ou digitando a sequência *#6# no teclado do telefone. Em caso de roubo ou furto do aparelho é possível bloquear seu uso na operadora usando o número do Imei. Esse procedimento é necessário para que o usuário não perca o seu número de telefone e impossibilita que o receptador do aparelho roubado faça ligações ou use o pacote de dados contratado. Também é aconselhável fazer um boletim de ocorrência no site da polícia usando o número.

– Utilize autenticação multifator – Além das senhas, é recomendável que o usuário use mais de um fator de autenticação para desbloquear o aparelho e acessar suas contas. Existem soluções pagas de gerenciamento de senhas que permitem que o usuário acesse os dispositivos através de reconhecimento facial, além de facilitar a criação e armazenamento de senhas seguras para todas as contas online.

– Mantenha uma solução de segurança  atualizada – A solução McAfee Mobile Security, por exemplo, é gratuita e tem funcionalidades de segurança que permitem localizar o aparelho perdido via GPS, bloquear o aparelho remotamente, soar alarme, apagar dados remotamente e até capturar foto e localização de quem tentar desbloquear o aparelho usando uma senha incorreta.

– Tenha cópias de segurança dos dados armazenados – Mantenha um backup dos contatos, fotos e dados mais importantes para não perdê-los em caso de roubo ou perda do aparelho.

– Troque as senhas – Se seu smartphone desapareceu, acesse suas contas de e-mail e redes sociais o mais rápido possível e troque todas as senhas. (Com assessoria de imprensa)


Robson Leandro

Trabalha na Escola do Futuro da USP desde julho de 2006. Até maio de 2013 esteve no projeto Acessa SP passando pela Rede de Projetos, Formação (Programa de Capacitação Continuada) e pela coordenação do projeto. De 2013 até 2014 coordenou o ecossistema web da coordenadoria de juventude do estado de São Paulo. Retornou ao projeto Acessa SP em abril de 2015.

2 comentários

Raimundo Araújo · 15/12/2016 às 15:28

interessante. E possível receber essa matéria opor ideia…

Raimundo Araújo · 15/12/2016 às 15:26

Muito interessante. Tem com me passar essa matéria para o meu e-mail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content