Mais de 600 pessoas foram atendidas no posto do Acessa durante o mutirão

O Centro de Integração da Cidadania localizado na Estrada das Taipas, no Jardim Panamericano Jaraguá, organizou um evento para ajudar os moradores da região a colocar a vida financeira em dia. Para realizar o piloto, o CIC Oeste contou com a parceria da Fundação Procon, por meio do Núcleo de Tratamento do Superendividado, do Serasa, do SCPC Boa Vista, e do AcessaSP, que tem um posto instalado no CIC Oeste e atendeu 680 pessoas no dia do mutirão.

Durante todo o dia, a equipe do Procon analisou os extratos emitidos pelo SCPC e pelo Serasa, nos quais constam os débitos e o nome das empresas credoras, e também a renda do consumidor. Para as pessoas que estão inadimplentes e têm condições de quitar os débitos, o Procon faz contato com as empresas e solicita uma proposta de renegociação. Toda a operação é feita por meio da internet. Já o SCPC Boa Vista realizou a consulta de CPF e distribuiu materiais de economia financeira, como a Cartilha do Orçamento Doméstico; e a equipe do Serasa também realizou a consulta de CPF e a população pode fazer o cadastro positivo, que é um histórico das contas pagas pelos consumidores. Este cadastro certifica que o consumidor é bom pagador.

O segurança Siderlei Pereira da Silva, 46 anos, soube do mutirão pelas redes sociais e foi ao CIC renegociar seus débitos. “Eu fiz um empréstimo bancário e depois de uns meses fiquei desempregado. Eu consegui pagar por um tempo, mas depois não consegui mais. Agora eu vou tentar renegociar para sanar de vez essa dívida”, disse Siderlei.

Iara Espindola Gonçalves, 29 anos, foi ao CIC para fazer uma entrevista de emprego, ficou sabendo do mutirão e aproveitou para consultar o CPF. “Foi muito legal ter esse atendimento. Eu estou desempregada e fica difícil ir até o centro da cidade. Vou quitar a minha dívida porque o nome sujo atrapalha para arrumar um emprego. Com o nome limpo, a gente pode fazer muita coisa, mas com ele sujo fica empatado de fazer algo na vida”.

Jorge Anderson Viana Dutra, instalador de papel de parede, há um ano e meio contraiu dívida com cartão de crédito. “A empresa onde eu trabalhava começou a atrasar os salários, eu não consegui pagar o cartão em dia e virou uma bola de neve. Chegou uma hora que não paguei mais. Agora eu tenho condições de pagar minha dívida e ficar com o meu nome legal”.

“A ação foi tão bem sucedida que estamos organizando um segundo evento para novembro”, informa a diretora do CIC Oeste, Edilaine de Oliveira Daniel. Durante o mutirão foram atendidas 1.800 pessoas, das quais 680 utilizaram os computadores do AcessaSP para realizar consultas de nome e CPF em cadastro de devedores e obter o cadastro positivo.

O CIC é um programa da Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania e parceiro do programa AcessaSP. Além da unidade do Acessa, o Centro abriga serviços como os de emissão de RG e de Carteira Profissional, segunda via de certidões (de nascimento, casamento e óbito), além de promover cursos profissionalizantes, abrir MEI, mediar conflitos e dar acesso à justiça gratuita por meio da Defensoria Pública. (Da redação, com informações da Assessoria de Comunicação da Secretaria da Justiça e Defesa da Cidadania).

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *