O IBGE iniciou o primeiro teste de coleta de informações pela internet para o Censo Demográfico 2020. O ensaio ocorrerá em 52 municípios do país, espalhados pelas cinco grandes regiões, incluindo parte dos domicílios de todas as capitais e cidades com mais de 500 mil habitantes, além de Curitibanos (SC), Cravinhos (SP) e Baturité (CE). No Censo 2010, o recurso foi usado apenas como alternativa à entrevista presencial, em ocasiões em que ela não foi possível.

O objetivo principal do teste é avaliar o autopreenchimento do questionário e comparar com a coleta presencial. A adoção da internet como forma de coleta para pesquisas demográficas tem crescido no mundo inteiro.

A introdução em larga escala da coleta via internet é uma das alternativas que podem ser usadas no Censo 2020, sendo esta a primeira avaliação da viabilidade desse projeto. O teste permite monitorar a qualidade dos dados que serão obtidos neste novo formato, além do esforço logístico que envolve a operação.

PNAD Contínua

O programa Acessa São Paulo é um importante veículo para promover a inclusão digital no Estado de São Paulo. Está em operação desde o ano 2000 e, nesses 18 anos, já realizou 98 milhões de atendimentos, somando-se os atendimentos pela rede presencial e os da rede Wi-Fi. Mais de 3,4 milhões de usuários são cadastrados no programa.

Apesar do aumento da internet nos domicílios brasileiros, as classes econômicas com menor poder aquisitivo ainda não têm acesso a esse serviço. A última Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad C), do IBGE, mostra que a internet é utilizada em 69,3% dos domicílios do Brasil – no Estado de São Paulo esse percentual atinge 80,4%. Dos 19,6% de domicílios do Estado que não utilizam internet, 5,3% não o fazem por considerar o serviço de acesso à internet caro. E menos de 1% não tem internet em razão do local do domicílio não possuir o serviço.

Compartilhe!

2 comentários para IBGE vai coletar dados para Censo 2020 pela internet

  1. Alvaro Perez Junior disse:

    Não confio nos números aqui apresentados, longe disto, mas muito longe disto, internet não passa de 50% nos lares Paulistas/Paulistanos e não passa de 20% nos lares brasileiros, internet. agora se for Celular na internet muda tudo, ai talvez chegaria próximo a estes números divulgados !

  2. Boa Tarde !

    “Acho” que 69% no Brasil e 80% no Estado de São Paulo são percentuais um tanto fora da realidade imaginado o percentual de famílias de “baixa renda”, o percentual de famílias com orçamento comprometido com aluguel e o percentual de chefes de família desempregados.

    Há ainda que considerar o elevado preço e a baixa qualidade da INTERNET no Brasil, mesmo no Estado de São Paulo o que afastaria as Famílias com Orçamento mediano do consumo desse serviço.

    Talvez minha percepção do desacordo da pesquisa com a realidade venha do fato de a Pnad C ser evento ainda não concluído.

    Mesmo que se ache as famílias brasileiras assim conectadas em percentual elevado é cedo para o IBGE fazer qualquer pesquisa populacional séria consultando apenas famílias conectadas, não acham ?

    XXXXXXXXXXX

    No Estado de São Paulo, 476 Salas Acessa São Paulo e as centenas de milhares de Usuários do Programa mais instrumentos como a PONLINE são meios formidáveis de acesso à coleta de dados que trazem informações com as quais gerar conhecimento de como vive diferentes segmentos sociais representados nesse corte populacional que é a Comunidade Acessa SP.

Deixe uma resposta para Alvaro Perez Junior Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *