1

Decisão

Chegou a hora de você ter seu próprio negócio e se transformar num empreendedor. Com uma boa ideia e perseverança, seu pequeno negócio pode sair da informalidade e mirar um grande futuro.

Devo abrir meu próprio negócio?

É hora de empreender!

Cansou de ser empregado? Ok, este é um bom motivo para começar essa jornada, que precisa de paixão, foco e persistência – você é responsável pelo seu primeiro negócio dar certo ou não. A escolha do produto ou do serviço é importantíssima: você precisa se envolver com sua ideia e ser criativo. Se a hora é essa, vamos lá! Temos o passo a passo para você ser um empreendedor bem-sucedido.

O que será abordado?

  1. Tenho um perfil de líder ou posso me tornar um?
  2. Que produto ou serviço pretendo oferecer?
  3. Preciso de muito dinheiro para começar?
  4. Preciso de um sócio ou investidor?

 


 

1 – Tenho um perfil de líder ou posso me tornar um?

Você precisa querer ser dono de um negócio – e quem não quer? Se teve a experiência de ser um empregado, sabe que o chefe é o líder da empresa, é quem comanda a equipe, tem a visão do negócio, sabe arriscar, decidir e conhece muito bem o que está vendendo.

Veja 5 atitudes empreendedoras


Dudu Braga, produtor musical e empresário

“Ter a percepção do que está acontecendo na sua empresa e no seu ramo de atuação é muito importante.”


Serviços
Checklist



Veja também
  1. Qual o perfil do empreendedor? Clique aqui.
  2. 5 mitos sobre o empreendedorismo. Clique aqui.
  3. 40 perguntas do Sebrae. Clique aqui.
  4. 13 mitos que impedem de começar um negócio, via Empreendedor do Zero.Clique aqui.
  5. O empreendedor recordista de acessos no Youtube.Clique aqui.

 


 

2 – Que produto ou serviço pretendo oferecer?

Seja criativo, tente achar um produto ou serviço que não exista no mercado ou tenha pouca oferta. Abrir um negócio em que você já tem muitos concorrentes, oferecendo o mesmo, pode ser mais difícil, mas não impossível. Escolha em que setor quer atuar: se na indústria, no comércio ou em serviços. Pense num plano de negócios. Se tiver um capital, pode até considerar uma pequena franquia.

Entenda o Plano de negócios

Bruno Caetano, presidente do SEBRAE-SP

“Abrir um negócio para garantir fonte de renda é uma boa saída, mas antes de investir nessa possibilidade o empreendedor deve realizar o chamado Plano de Negócios.”


Serviços
  • Vale a leitura do livro “Empreendedorismo – Plano de Negócios em 40 Lições”, de Marcos Hashimoto e Cândido Borges. O conteúdo é fiel ao título.
Checklist



Veja também
  1. Como começar uma loja virtual. Clique aqui.
  2. Conheça os negócios promissores em 2016.Clique aqui.
  3. Franquia: vantagens e desvantagens. Clique aqui.

 


 

3 – Preciso de muito dinheiro para começar?

Não necessariamente. Mesmo com um pequeno investimento (como uma rescisão contratual ou com o FGTS) você pode começar um negócio. Será seu início. Mas faça um planejamento do uso desse dinheiro, não comprometa suas despesas pessoais. Alguns especialistas acreditam que o melhor mesmo é não ter muito capital no início, pois estimula a criatividade e possibilita aprender desde o começo, aos poucos, sem perder todo o dinheiro que se tem. Se necessário, talvez seja o caso até de trabalhar em casa.

Dez dicas para começar bem: planejamento financeiro

Calcular com cuidado os custos do seu negócio é um dos primeiros passos. Só assim você saberá o quanto deverá investir na empresa nascente.


Serviços
  • Página do Microcrédito do BNDES. Clique aqui.
  • Conheça o programa de microcrédito do Banco do Povo Paulista. Clique aqui.
Checklist


Veja também
  1. 6 dicas para abrir um negócio com pouco ou nenhum dinheiro Clique aqui.
  2. Vantagens e desvantagens do home-office. Clique aqui.
  3. O que é capital de giro? Clique aqui.
  4. Como começar um negócio com o que você já tem, via Empreendedor do Zero.Clique aqui.
  5. Não tenho capital inicial, e agora?, via FIAP Clique aqui.

 


 

4 – Preciso de um sócio ou investidor?

Um sócio logo de começo? Sim, pode ser uma alternativa. Alguém que chegue com um talento que você não tem (ele mais para vendas, você mais para produção, por exemplo) ou que apenas invista dinheiro no seu negócio. Às vezes o seu sócio investidor pode estar dentro do seu círculo familiar ou de amigos – se sua ideia for boa, não será tão difícil convencê-los a participar do empreendimento.

Devo ter um sócio?

Marcelo Nakagawa, diretor de empreendedorismo da FIAP

“Não se iluda. Não há uma receita pronta para uma boa sociedade. Alguns erros podem ser evitados se todos os sócios atuarem como investidores do negócio, decidindo sempre o que é melhor para a empresa e ignorando as relações entre as pessoas físicas dos sócios.”


Serviços
  • Conheça o Anjos do Brasil, um site de investidores que apoia o desenvolvimento do empreendedorismo de inovação. Clique aqui.
  • Saiba mais sobre o Angels Club, clube de investidores que promove o empreendedorismo no país. Clique aqui.
  • Aplicativo Trilha do Empreendedor do Sebrae. Clique aqui.
  • Aplicativo Relato de um Empreendedor Clique aqui.
  • Associação Comercial de São Paulo Clique aqui.
Checklist



Veja também
  1. As características de um negócio familiar. Clique aqui.
  2. As vantagens e desvantagens de ter um sócio, via revista Exame Clique aqui.
  3. Como conseguir investidores para sua startup.Clique aqui.
  4. Como avaliar bons financiamentos para o seu negócio. Clique aqui.